cafe

Confira as dicas.

As máquinas de café expresso estão cada vez mais presentes nos lares brasileiros. Mas quem quer comprar o eletrodoméstico se depara com inúmeras alternativas que podem dificultar bastante à escolha. Assim, visando esclarecer alguns pontos sobre o assunto, reunimos algumas informações pra quem quer tomar um CAFÉ mais encorpado em casa, mas está perdido diante dos diferentes modelos oferecidos no comércio.

Segundo o especialista Leandro de Bragança, um bom café expresso depende do tipo e dose ideal de café, da temperatura da água e da bebida na xícara, da pressão da água, do tempo de extração e outros itens que estão intimamente ligados à funcionalidade da máquina. Por isso, é importante escolher bem o produto que você vai comprar para evitar frustrações.

A primeira recomendação é a mesma que fazemos antes de qualquer compra:  pesquisar sobre os modelos que existem e seus respectivos preços, ler todas as informações sobre o produto e buscar dicas com amigos e/ou outros consumidores na internet sobre aquele que deseja adquirir. Considere também o custo do uso diário, investigando qual o preço do café apropriado para a máquina que quer comprar.

Ao fazer essa pesquisa, o consumidor vai se deparar com infinitos tipos diferentes de cafeteiras e certamente vai se perguntar; qual a melhor? Essa resposta depende de vários elementos subjetivos como: quanto deseja investir, que tipo de café mais aprecia, o nível de praticidade que você precisa no preparo do café e qual a importância do design da máquina para você. Por outro lado,  essa decisão também demanda entender minimamente sobre o funcionamento de cada uma para que sua escolha seja mais bem fundamentada.

Existem máquinas de café expresso automáticas e manuais que oferecem opções distintas no preparo da bebida. Umas moem o grão, outras utilizam o produto em pó, algumas usam sachês ou cápsulas… Além disso, há cafeteiras que permitem o preparo de variações como, por exemplo, cappuccinos, utilizando tubos vaporizadores, pastilhas ou reservatórios diferentes.

As que usam o café em sachê ou em cápsula costumam ser as mais populares. Esses modelos contemplam o público que gosta de café expresso de forma prática e rápida.  O pó vem moído, compactado e na quantidade certa para preparar o expresso.  Vale lembrar que o custo desse tipo de café é normalmente maior que os tradicionais e esses modelos costumam aceitar somente cápsulas e sachês do próprio fabricante.

Outro modelo comum é o de cafeteiras que utilizam o café em pó, mas cabe destacar que o pó utilizado deve ser específico para expressos, pois a moagem é distinta da que se destinada à bebida coada.

Para quem prefere usar o grão, há máquina manual, semiautomática e super-automática. No caso das duas primeiras o processo pode ser mais artesanal, demandando um pouco mais de tempo e alguns cuidados. Outro aspecto que se deve observar é se o eletrodoméstico para grão possui o moedor acoplado ou se precisará comprar o equipamento à parte.

Se você ainda não conhece o serviço da loja que pretende comprar o produto, não se esqueça de levantar informações também sobre o estabelecimento. Caso opte por comprar via internet, fique atento, pois fazer compras online pode ser mais barato, mas precisa de alguns cuidados para não cair em armadilhas e acabar fazendo compras em sites falsos. Verifique se o mesmo possui CNPJ, endereço fixo e telefone de contato. 

Antes de começar usar a máquina, é recomendável ler o manual de uso do produto, para que não faça uma má utilização da mesma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *